8.º Ano – Teste Intermédio Matemática 2012 (29 Fevereiro 2012)

Posted: 29 de Fevereiro de 2012 in Uncategorized
Etiquetas:, , , , , , ,

Teste:  Versão 1  -  Versão 2 
Critérios de classificação:  Versão 1  -  Versão 2  

Proposta de Resolução:  Versão 1  -  Versão 2  (ES/2,3 da Sé – Lamego) 

About these ads
Comentários
  1. Teresa diz:

    não entendo o exercício 5.2, alguém me ajuda ?

  2. Martim diz:

    Esse não era um dos mais fáceis, mas também não se pode dizer que qualquer um dos exercícios do Teste Intermédio era realmente “difícil”… Rebuscados, relativamente aos restantes, podiam ser o 5.2. , o 6.2. e , sem dúvida, o 7. Na minha escola, apenas dois alunos acertaram esse, que foi o único que errei :) Cumpri, no entanto, após leitura dos Critérios de Correção e consequentes leituras do teste em si (versão 2), o meu objetivo de estar acima dos 90% :D

    • susana diz:

      Ao menos tiveste sorte com os 90% porque na minha escola tiverem quase todos negativa…

      • Martim diz:

        Não tive sorte, mas sim muito trabalho… A verdade é que também na minha turma, mais de metade tiveram negativa. Contudo, tudo se manteve normal para mim :)

  3. mike diz:

    A correção da resposta 7 está errada. o triângulo [ABC] é retângulo e o ângulo [CAB] é 45º. porque a diagonal de um quadrado forma ângulos de 45º.

    • pr1979 diz:

      As soluções e os critérios do ex. 7 estão corretos. Tens é de imaginar o cubo a 3 dimensões! O enunciado é claro, fala no triângulo [ABC] que se pode construir no cubo com aquela planificação. Podes ver uma representação do triângulo em causa aqui. Como podes observar os lados do triângulo [ABC] são todos iguais (porque são as diagonais de três faces do cubo, ou seja, diagonais de 3 quadrados geometricamente iguais), logo os ângulo internos também vão ser todos iguais. Deste modo a amplitude do ângulo ABC é 60 graus (180:3=60º).
      Bom estudo

      • Dervich diz:

        Está correcto, isso até é verdade, mas porquê recorrer a uma planificação que induz em erro?Criticam-se os miúdos (e com razão) em relação à sua escassa capacidade de interpretação e compreensão de enunciados mas, por outro lado, pretende-se cair no pólo oposto:
        Penalizar quem de modo espontâneo e desarmado, contra sofismas e falácias, procura obter uma resposta.
        A solução do ponto 9.1. é outro exemplo, “quantos azulejos BRANCOS tem o 2012º termo da sequência? R: 2012! ” Epá, fantástico, muito bom, isto sim é matemática!…”
        “Quantos meses do ano têm 28 dias? R: 12!” Sim, senhor, muito bem…
        (É como nos exames de código: “Que sinal pode existir a seguir a uma curva? R: Um qualquer…”)
        Enquanto se continuar a escolher este caminho em vez de valorizar o conhecimento que os miúdos deveriam ter e, de facto, não têm, a matemática não irá a lado nenhum…

        Quanto ao ponto 5.2, a relação entre as áreas de figuras semelhantes pode não ser nada de transcendente mas simplesmente (e por qualquer razão) não foi dada, isto numa escola entre as 10 primeiras do ranking nacional…

      • pr1979 diz:

        Concordo plenamente consigo.
        Este exercício (7) é “manhoso”. Assim à primeira vista muitos professores terão olhado apenas para a planificação e respondido 45º… Aconteceu aqui na escola! Só depois com uma leitura mais atenta é que se chega à conclusão do que se pretende.
        O enunciado está correto, a planificação também! O problema está na leitura e compreensão deste enunciado, o que aliado à fraca capacidade de visualização no espaço (objetos a 3d) dos alunos desta faixa etária vai dar mau resultado pela certa.
        Não estou a defender o GAVE! Eu também não colocaria esta questão num teste de 8.º, porque acho que eles não têm ainda maturidade para raciocinar desta forma.
        Este exercício podia muito bem ter saído num Teste Intermédio de 10.º ano e iria causar polémica na mesma… E os alunos de 10.º já têm outro traquejo, uma vez que já trabalharam com as secções.
        Quanto à questão 5.2 é outro conteúdo que costuma ser revisto no 10.º ano e os alunos continuam a manifestar dificuldades.
        Bom trabalho

    • gusteu diz:

      nao é nao. os angulos sao todos iguais por isso é 60º. Minha prof explicou essa cena

    • susana diz:

      Nao nao e . é 60 graus porque tinhas de imaginar o cubo inteiro e ver em 3d e vias que era 60 graus mas nao te preocupes muita gente errou

  4. mike diz:

    exercício 5.2
    nas figuras semelhantes a relação entre as áreas é o quadrado da razão de semelhança, então área de [ABC]=14/(2 ao quadrado)= 3,5cm quadrados.

  5. celia diz:

    Não é com um teste baseado essencialmente em exerícios de matemática pura, onde não constam exercícios baseados em situações da realidade, com exercícios que envolvem uma capacidade de abstração e de raciocínio que a normalidade dos alunos do oitavo ano não possui, que se cativam os alunos para essa disciplina, que grande parte dos alunos detesta. Assim só se consegue alcançar um único objetivo: ter ainda menos alunos interessados em Matemática no 9º ano!

  6. Gabriela diz:

    Achei o teste intermédio dificil apesar de haver perguntas que consegui resolver facilmente c:
    Como é que eu posso ver as soluções do teste intermédio? Quem souber responda por favor c:
    Obrigada c:

    • pr1979 diz:

      Olá! Para veres as respostas/soluções basta abrires os critérios de classificação da tua versão e consultares os critérios de cada questão (da pág. 4 para a frente). A solução de cada questão encontra-se dentro de parênteses. Bom estudo

  7. Bruno Carvalho diz:

    Alguém sabe como se faz o ex. 10.1 na parte de descobrir quanto é o a que corresponde ao nº de alunos que tiraram 10 e 12 valores?

    Pf se souberem expliquem-me! Obrigado ;)

  8. suneca diz:

    Correu-me bué da mal :(

  9. suneca diz:

    Qual era a resposta da 11.2 ??

  10. A própria matriz do teste intermédio não está de acordo com o teste. Onde é que na matriz refere que a prova vai conter problemas de geometria a três dimensões – “espaço”. O que é o item 4? Volumes! três dimensões, ou seja “espaço”!!!! Para já não falar no item 7 que remete para uma visualização espacial. Afinal para que serve uma matriz, que é publicada e republicada?!

  11. David Andrade diz:

    O ex. 4 tá bem… Faz parte das “Potência e raízes”, uma unidade que é lecionada no 7º ano!

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s